29 de dezembro de 2015

Que em 2016 se propaguem menos mitos e mais informações corretas

2015 foi mais um ano cheio de propagação de mitos. Vamos relembrar um pouquinho?

Foi celebridade alegando x motivos por não amamentar...

Drama de Fernanda Gentil por não amamentar é comum, mas tem solução diz pediatra Dr Moisés Chencinski
http://mulher.uol.com.br/gravidez-e-filhos/noticias/redacao/2015/10/15/drama-de-fernanda-gentil-por-nao-amamentar-e-comum-mas-tem-solucao.htm

Teve gente anônima lançando comentários preconceituosos (e errôneos, lógicamente) na rede - vide a hashtag #pobrefazendopobrice...
Mulher diz em post que amamentar é "coisa de pobre" e gera indignação
http://g1.globo.com/globo-news/noticia/2015/11/mulher-diz-em-post-que-amamentar-e-coisa-de-pobre-e-gera-indignacao.html

... E muitas, mas muitas informações falsas sobre vias de parto que ainda circulam realçando cada vez mais o medo e a insegurança nas mulheres: "falta de dilatação, bebê grande demais, bacia estreita, cordão enrolado, bebê passou da hora..."
Medos e Mitos no Parto Normal (Despertar do Parto)
http://www.despertardoparto.com.br/medos-e-mitos-no-parto-normal.html
Meshtre Yoda do Parto Cesáreo - Dr Frotinha (Facebook)

Indicações reais e fictícias para a Cesárea
http://estudamelania.blogspot.com.br/2012/08/indicacoes-reais-e-ficticias-de.html

Teve até a mídia noticiando informação falsa sobre a morte de uma enfermeira em São Carlos:
 “Preconceitos em relação ao parto natural e a cultura de cesariana brasileira, associados à falta de responsabilidade no compartilhamento de informações nas redes sociais e na mídia, levaram a divulgações equivocadas sobre o caso.” Aqui está uma parte da história. E desde já, meus sentimentos à família de Mariana.

A enfermeira Mariana morreu depois de uma cesárea. Não depois de tentar um parto em casa, afirma Universidade:
http://vida-estilo.estadao.com.br/blogs/ser-mae/a-enfermeira-mariana-morreu-depois-de-uma-cesarea-nao-depois-de-tentar-um-parto-em-casa-afirma-universidade/

Então, minha gente, meu desejo para 2016 é que se divulguem informações verdadeiras, sinceras. Chega de perpetuar mitos, de espalhar o diz-que-me-diz por aí.

A gente precisa de base sólida para formar nossas opiniões, tomar decisões.
É, eu sei. Existe o outro lado da moeda, também.
Existem pessoas que não QUEREM saber a verdade. E quando dão de cara com ela, se revoltam.
O que mais se vê é gente formando opinião em cima de mitos. Isso é muito triste.
No campo da Maternagem a coisa é muito séria, porque envolve vidas de duas pessoas: mãe e filho, e a saúde de ambos.
Cada um(a) tem sua própria forma de lidar com as informações. Mas desejo que cada vez mais e mais pessoas se abram para novas idéias, desenvolvam e exercitem o senso crítico.
Busque informações. Pesquise, questione, reflita a respeito.. 

Feliz 2016!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget