26 de dezembro de 2012

Balanço do Natal

Eu e meu marido não criamos muita expectativa em torno do Papai Noel. O que o Pietro vê e acredita são coisas que foram aparecendo naturalmente no mundinho dele através da televisão e das pessoas comentando.
Ele sabe quem é o Papai Noel, quer chegar perto quando está no shopping, mas não fica tão ansioso quanto eu ficava quando era criança. Acho que é pela idade, já que agora ele tem curtido mais o Natal do que qando era bebê e talvez com o tempo a expectativa aumente, não sei. Mas a expectativa maior é de ganhar brinquedo, não importa de quem rs.
Eu até comentei no facebook que, apesar das minhas postagens contra consumismo, o Pietro foi quem mais ganhou presentes. Mas também, ele é a única criança, primeiro neto do meu lado da família. Ou seja, querendo ou não por enquanto é o centro das atenções.
A gente passa a curtir mais essas datas por causa dele. Eu mesma não sou muito chegada não, apesar de ser meu aniversário. Mas o Pietro ficou tão empolgado em montar a árvore de Natal, colocar os enfeites, que não posso e nem devo reprimir essa fantasia dele.
Estava tudo bem até a gente ir à casa da minha sogra. O Pietro começou a fazer umas coisas que nem em casa faz. Jogou coisas no chão e nos outros, queria bater em todo mundo... Até meu marido cansar de chamar a atenção e dar uns tapas nele.
Fiquei tão chateada, porque não estava nem entendendo por que ele estava fazendo aquilo, e porque DETESTO bater!
Acho que ele estava com sono, porque quase dormiu no carro enquanto a gente ia pra lá. Mas sinceramente não sei se foi isso. Passei um nervoso!
O fato é que ele está assim ultimamente. Mais agressivo, chamando todo mundo de "chato" e eu não sei o que fazer. Tento conversar, chamar a atenção... Mas ele nem quer ouvir.
Na casa da minha avó ele ficou um pouco melhor, mas hoje aqui em casa tá nervosinho ainda.
Na semana passada ele teve febre alta, e está tossindo com bastante catarro. Talvez esteja com incômodo pela gripe, mas é difícil porque a gente tem que estabelecer limites e tem coisas que não dá pra tolerar.
Espero que seja uma fase :/

15 de dezembro de 2012

Controle do Crescimento

Até mesmo antes do Pietro nascer, dentro da barriga, eu já ficava preocupada com o tamanho e peso dele, querendo saber se estava se desenvolvendo bem. Vejo que muitas mães também têm essa dúvida (assim como eu) principalmente depois que a criança nasce.
Pietro nasceu de 36 semanas e 5 dias, pesando 3,060kg e 46cm. Aqui está a carteirinha dele que foi sendo utilizada até um pouco antes dos 2 anos. No momento ele está com 3 anos, e o último check-up foi em Agosto de 2012 mas já não estava sendo anotado nessa carteirinha.
Data, Idade, Peso, ?, Estatura, Perímetro da cabeçca.
Cada criança tem suas características e seu próprio ritmo de crescimento,e na dúvida é melhor se informar do que desesperar. Veja como ele cresceu no primeiro mês! Na saída da maternidade é comum perder um pouco de peso, mas que depois é recuperado com bastante leite materno em livre-demanda :)

7 de dezembro de 2012

Ultrapassamos 20.000 visitas!

Um blog criado em Janeiro de 2009, prestes a completar 4 anos de existência e com mais de 20.000 visitas.
Sem sorteios nem publicidade, simplesmente um diário sobre minha aventura de ser mãe de primeira viagem.
Obrigada!!!

PRDC recomenda à TV Globo que esclareça mães sobre período de amamentação



Quadro exibido no “Programa Mais Você” orientou o desmame a partir do momento em que a criança começa a andar; Ministério da Saúde recomenda amamentação “até dois anos ou mais”

A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC) em São Paulo recomendou à TV Globo que faça um esclarecimento em rede nacional para informar que o Ministério da Saúde, a Organização Mundial de Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria recomendam o aleitamento materno até “dois anos ou mais”.
A veiculação servirá para corrigir um erro de informação transmitido no último dia 3 de dezembro pelo “Programa Mais Você”, da apresentadora Ana Maria Braga. Num dos quadros do programa, chamado “Game Hipoglós Amêndoas”, o educador Marcelo Bueno orientou as mães a promover o desmame de seus filhos a partir do momento em que começarem a andar.
A recomendação, endereçada ao diretor-geral da Rede Globo, Carlos Henrique Schroder, estabelece prazo de três dias para que a informação correta seja veiculada no programa “Mais Você” com o mesmo tempo de duração (nove minutos e 41 segundos) que durou o quadro.
O esclarecimento deve ser feito, de preferência, “com entrevista de profissional especializado em aleitamento materno ou com a retratação do educador Marcelo Bueno, que manifestou a informação prejudicial à saúde das crianças”.
O documento determina, também, que as mães participantes do reality show sejam informadas sobre o equívoco e que tal esclarecimento seja veiculado no programa de Ana Maria Braga.
Segundo a recomendação, assinada pelo procurador regional dos Direitos do Cidadão, Jefferson Aparecido Dias, e pelas procuradoras da República Ana Previtalli e Luciana Costa Pinto, a publicação oficial do Ministério da Saúde “Dez passos para uma alimentação saudável – guia alimentar para crianças menores de dois anos” preconiza a amamentação “até dois anos ou mais”. A mesma recomendação é feita pela OMS e pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

“O programa fez recomendações contrariando todas essas diretrizes, em detrimento da saúde e bem estar das crianças participantes do programa e de todos os telespectadores que receberam a informação”, afirma o documento expedido nesta sexta-feira, 7 de dezembro.

Os procuradores lembraram que compete aos meios de comunicação, serviço público concedido pelo Estado, “esclarecer a população a respeito de assuntos de interesse público”, além de “não contribuir para a formação de uma cultura prejudicial e errônea”.
O documento reconhece a preocupação demonstrada pela TV Globo em promover “a difusão de conhecimento, a transmissão de mensagens socioeducativas e o incentivo ao debate e à mudança de comportamentos”, conforme informações extraídas de sua página na internet.

Para ler a íntegra da Recomendação, clique aqui.
Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no Estado de S. Paulo
Leia a postagem no link original

3 de dezembro de 2012

Interrupções e atenção

Ultimamente é o que mais tem acontecido: quando estou conversando com alguém por telefone, ou pessoalmente, o Pietro vem interromper. Me chama, grita, tenta me puxar pela mão, traz coisas pra eu ver... Se estou conversando com meu marido, então, ele faz de tudo: desde começar a rodar sem parar até pedir colo.
Visitando o site da Elizabeth Pantley encontrei essas dicas, e espero conseguir utilizá-las porque ser interrompida toda hora é algo bem chato, e não quero perder a paciência!

Interrupções
Se você está no telefone, ocupado em seu computador, ou falando com outro adulto, pode ser frustrante quando seus filhos constantemente o interrompem. O surpreendente é que eles fazem isso porque sempre obtêm uma resposta! Aprenderam que você está disposto a parar o que está fazendo para respondê-los. Tenha em mente que as crianças são tão focados em suas próprias necessidades que não percebem que você tem necessidades, também.Mas podem aprender a prestar mais atenção às necessidades das outras pessoas, bem como a sua própria, e irá ajudar a controlar essas interrupções infinitas .

Dê lições e exemplos
Ensine seus filhos a determinar se algo merece uma interrupção, já que eles podem ter dificuldades em entender quando as interrupções são justificadas. Discuta exemplos de quando está tudo bem interromper, como quando alguém está à porta, ou se um irmão está machucado.

Treine boas maneiras
Ensine o seu filho a esperar por uma pausa na conversa e dizer: "Com licença." Quando ele se lembra de fazer isso, responda positivamente. Se a interrupção é algo que deve esperar, educadamente informe-o.

Não responda a pergunta
Muitos pais repreendem as crianças por interromper, mas no mesmo fôlego respondem ao pedido de interrupção da criança, o que só reforça o hábito.

Cuidado com seus costumes
Os pais às vezes "saltam" tão rapidamente para corrigir a má educação de seus filhos que não percebem que estão sendo rudes na maneira de fazê-lo. Use suas próprias boas maneiras para modelar as habilidades de comunicação apropriados. Pare, olhe para o seu filho, e diga: "Eu vou estar com você em um minuto."

Ensine "O apertão"
Diga ao seu filho que, se ele quiser alguma coisa enquanto você está falando com outro adulto, deve apertar seu braço. Então você vai apertar sua mão para indicar que sabe que ele está lá e vai estar com ele em um minuto. Na primeira vez, responda rapidamente para que seu filho possa ver o sucesso deste método. Com o tempo, você pode esperar mais tempo, basta dar um aperto suave a cada poucos minutos para avisá-lo que você se lembra do pedido.

Crie uma "caixa de ocupado"
Coloque numa caixa, atividades ou jogos que só podem ser usados quando você está no telefone, trabalhando em sua mesa, ou falando com um adulto. Ocasionalmente recarregue-o com coisas novas ou mude o conteúdo. Seja firme em retirá-los quando você acabar o que estava fazendo. Seu filho vai esperar ansiosamente pela sua próxima conversa, que será sem interrupção!

Planeje com antecedência
Antes de fazer uma chamada de telefone ou receber uma visita, deixe seu filho saber o que esperar. "Eu vou fazer um telefonema. Eu vou demorar um pouco, então vamos pegar sua caixa de ocupado para usar enquanto eu estou no telefone. "

Elogie quando merecido
Ver seu filho fazer a coisa certa pode ser a melhor lição de todas. Elogie-o pelo uso de boas maneiras, por se lembrar de dizer "com licença", e por interromper apenas por um motivo válido.


Extraído com permissão da McGraw-Hill Publishing do livro The No-Cry Discipline Solution -(McGraw-Hill, 2007).
Artigo original em Inglês:  http://www.pantley.com/elizabeth/advice/0071471596.php?nid=406

A Astrologia revela seu jeito de ser mãe




Site interessante para quem gosta de horóscopo e dicas de autoconhecimento! Também dá pra fazer uma mini-análise do mapa numerológico da criança aqui.
Tem serviços mais completos que são pagos, mas tem amostras gratuitas. Ótimo pra quem (assim como eu) gosta de saber o que os astros revelam para nossa vida ;)
Ocorreu um erro neste gadget