27 de abril de 2012

4 meses depois do desmame

Faz exatamente 4 meses que o Pietro desmamou (com 2 anos e 3 meses).
Eu precisava tomar anticoncepcional com hormônios e não me explicaram que poderia fazer mal pro meu filho, então achei melhor conversar com ele e explicar que seria melhor parar de amamentá-lo, pois precisava muito fazer o tratamento.
Tenho que confessar que não foi fácil pra mim. E ainda sinto falta de colocá-lo no peito...
Mas se passaram 4 meses e até agora os resultados foram esses:
-Ainda não gosta de outro leite. Come derivados, tudo menos leite. Mesmo que seja com chocolate ou frutas.
-Criou uma mania de pôr a mão no meu seio, como que procurando conforto. Na hora do sono, pra se acalmar, ele vem e fala: "Posso segurar no seu peitinho, mamãe?" e põe a mãozinha em um dos seios :(
-Cresceu e engordou normalmente.
-Pegou uma gripe forte (coisa que nunca tinha tido antes) na creche. Faz uns 2 meses,e vira e mexe está com o nariz escorrendo.
-Está esperto, brinca, canta, dá cambalhotas e quer aprender Inglês :)
-Ainda está usando fraldas, apesar de me avisar quando faz cocô ou xixi.
-Ainda dormimos em cama compartilhada, mas apesar dele ir dormir tarde, dorme a noite toda.

Bem, segundo o pediatra ele está ótimo, e agora que a fase com dificuldades de adaptação na creche passou (voltou a ficar com a vovó), vou iniciar o treinamento com a cuequinha, pra sair das fraldas. Vamos ver como vai ser!

13 de abril de 2012

Por que tirei o Pietro da creche

Já faz quase dois meses que cancelei a matrícula do Pietro na creche municipal.
Não me arrependo, porque ver meu filho entrar em desespero não estava me fazendo bem. Muito menos à ele.
Meu filho mudou de comportamento bruscamente, passou a ficar carente de mim e do meu marido, assustado, desconfiado.
Passou quase um mês inteiro doente, com febre alta.
Não é fácil pedir pra minha mãe ficar com ele, mas ela mesma viu como meu filho mudou.
Ela foi na creche, um dia, espiar o comportamento do Pietro e o que viu foi um menino triste, de cabecinha baixa, que não largava a mão dda monitora pra nada, nem pra brincar.
Agora eu pergunto: isso é normal? É normal ver seu filho sofrendo e mesmo assim insistir?
Infelizmente muitas mães não têm com quem deixar os filhos, então as crianças são obrigadas a se acostumarem com a creche de qualquer jeito. Eu entendo, pois não há o que fazer.
Mas no meu caso, apesar de ter que ouvir algumas reclamações, preferi fazer o que achei ser certo.
Se estou certa ou errada, não sei. Só fiz o que meu coração mandou.
Pretendo tentar de novo no ano que vem, vamos ver...
Ocorreu um erro neste gadget