19 de agosto de 2015

Por quê, e como deixar de usar a chupeta - Dicas do Dr Sears

Já contei aqui no blog sobre nossa relação com chupetas e bicos artificiais, e inclusive já citei esse artigo sobre as consequências do uso deles, que serve como um grande alerta para os pais que pensam em dar chupeta ao bebê, pois as consequências podem não ser somente restritas à dentição:


Observando experiências de outras mães, fica evidente o quanto esses bicos artificiais atrapalham o aleitamento materno (causam confusão de bicos, desmame)sem falar nas consequências sobre a saúde da criança -sou um exemplo disso. Por outro lado, também defendo o direito de cada família fazer escolhas conscientes. Se ela acredita na chupeta como uma alternativa viável, quem sou eu para questionar não é mesmo? Mesmo porque não sou eu que estou apontando os problemas que a chupeta causa, são os profissionais de saúde. Mas, enfim. Cada família sente e faz o que pensa ser o melhor no momento, assim como meus pais fizeram quando eu e meu irmão éramos pequenos.
Pensando nessas famílias, traduzi esse artigo com a pergunta de uma mãe e as dicas dadas pelo Dr William Sears para se fazer um "desmame" da chupeta; gradual e sem traumas para a criança - queacredito ser o mais importante.
E você, tem alguma dica sobre isso?
Quaisquer outras sugestões e compartilhamento de experiências para ajudar outras famílias serão bem-vindos nos comentários
 :-)

Pergunta: Minha filha de 1 ano e 5 meses ainda usa chupeta. Quero tirar a chupeta dela, mas me disseram que ela pode ajudar com a dentição. Há alguma verdade nisso? Eu sempre pensei que usar chupeta por muito tempo iria estragar os dentes. Além disso, quanto mais tempo eu deixá-la usar a chupeta, fica mais difícil de tirar?

Resposta: Enquanto o uso de chupeta pode "distrair" a criança do desconforto que ela sente no processo da dentição, ele não é benéfico para o processo de dentição em si. 
O ato de sucção é muito reconfortante para uma criança e aumenta a produção de saliva, que serve como um anti-séptico natural que é bom para a higiene oral. Apesar destes supostos benefícios, o uso estendido de chupeta pode, mais provavelmente, causar problemas dentários. 
A pressão extra exercida durante a sucção pode causar mau alinhamento dentário (conhecida como mordida aberta). Mordidas profundas (quando a parte de cima do maxilar é maior e cobre os dentes de baixo)  são mais comuns com a sucção do polegar do que com o uso de chupeta, mas o risco ainda está lá. E é verdade que quanto mais tempo você deixar a criança usando chupeta, mais difícil será para tirá-la mais tarde. 

Aqui estão algumas dicas testadas e aprovadas para se fazer a retirada da chupeta:

  • Desvie a atenção da criança

Identifique quais situações desencadeiam o desejo do seu filho pela chupeta - muitas crianças gostam de sugar algo quando estão chateadas. Além disso, observe suas próprias reações quando seu bebê está chateado. Você procura pela chupeta da criança ao invés de confortá-la?
Da próxima vez em que ela precisar se acalmar, tente oferecer conforto (colo, abraço, carinho) ao invés da chupeta. Pense nisso como uma oportunidade para aprofundar o seu vínculo com ela, já que ela vai passar muito mais tempo em seus braços e em seu colo.

  • Ensine-a outras técnicas para se acalmar

Além de ser sua "chupeta-humana" por um tempo, ensine-lhe maneiras de se auto-acalmar (sem ser chupar o dedo, é claro). Quando ela estiver chateada ou ansiosoa, distraia-a com uma atividade lúdica divertida.
Dê-lhe uma boneca ou outro objeto de transição para ajudá-la a fazer a troca da chupeta de borracha para um "calmante" mais adequado.

  • Negocie trocas.

Um truque que tem funcionado para vários dos meus pacientes é o de levar seu filho com a chupeta à uma loja de brinquedos e deixar a criança escolher um novo brinquedo ou bicho de pelúcia que vai agir como um substituto. No balcão, na hora de pagar, "troque" a chupeta pelo brinquedo.
Há muitos funcionários experientes da loja de brinquedos que estão acostumados a este pequeno truque e dispostos a brincar junto!

  • Utilize a "pressão" dos coleguinhas.

Rodeie-a com coleguinhas que não usam chupeta, para reforçar a ideia de que a chupeta não é necessária.

Se você tentar esses truques e a criança resistir a tal ponto em que ela se tornar uma criança mais triste, faça um balanço da situação.
Ela simplesmente pode não estar pronta para desistir da chupeta, e isso é razoável a curto prazo. 
Se você concluir que seu bebê ainda precisa da sua chupeta favorita por mais alguns meses, vá em frente, usando as seguintes precauções:

  • Acima de tudo, sempre tentar outras formas de consolá-lo no primeiro momento;
  • Não mergulhe a chupeta no mel ou qualquer solução açucarada que possa danificar os dentes;
  • Deixe-o usar a chupeta apenas por curtos períodos de tempo, e somente quando você sente que ele "precisa";
  • Gradualmente diminua a frequência e a duração de tempo em que ele estará "ligado" à chupeta.
  • Tenha certeza de que agora ou mais tarde, seu filho vai superar a necessidade da chupeta.

Tradução do inglês no site Parenting.com


Veja também:

Confusão de Bicos Artificiais - Dr Carlos González

Chupeta: Depoimento de uma ex-viciada


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget