24 de janeiro de 2014

Ai, que fase! rs.

De uns tempos pra cá, o Pietro tem reagido com um pouco de agressão quando é contrariado. E não é exagero!
Ele sempre foi um menino muito carinhoso e gentil, porém tem se mostrado agressivo quando peço para fazer alguma coisa. 
Por exemplo, digo: "Filho, guarde esses brinquedos por favor." - e do nada ele responde que guarda se quiser, que não vai fazer, que não mando nele... Me xinga e me manda sair :-(
Parece mentira, porque ele NUNCA tinha feito isso, e agora tem feito com frequência. Meu marido e eu buscamos sempre criá-lo na base do diálogo, sem bater, não discutimos na frente dele, mas agora não sei se na escolinha as crianças comentam que apanham dos pais e ele quer testar a gente pra ver o que acontece, sei lá. Tenho me sentindo frustrada porque além de tudo isso ainda tem os pitacos alheios de gente que fica falando que somos muito bobos, que temos que bater e tal.
Sei que bater não resolve, portanto gostaria de saber onde estou errando e o que posso fazer pra mudar essa situação.
Já tentamos pôr de castigo também (e também não adiantou), mas depois de algumas sugestões em grupos sobre disciplina positiva, começamos a utilizar uma estratégia nova que tem funcionado: falamos com ele calmamente até ele se acalmar também. Dou um abraço, e assim ele se "desarma" e acaba parando de fazer escândalo. Para isso, temos que estar calmos também, senão entramos na mesma "vibração" e discutimos, o que não é legal.
Peguei umas sugestões de livros sobre Disciplina Positiva e Criação com Apego e espero poder ler a maioria durante o ano. São eles:

A Criança Mais Feliz do Pedaço - Harvey Karp
Comunicação Não-Violenta - Técnicas para Aprimorar Relacionamentos Pessoais e Profissionais - Marshall B. Rosenberg
*The Science of Parenting - Margot Sunderland
O Poder do Discurso Materno - Introdução À Metodologia de Construção da Biografia Humana - Laura Gutman
A Maternidade e o Encontro Com a Própria Sombra - Laura Gutman
*Attached at the Heart: 8 proven parenting principles for raising connected and compassionate children - Barbara Nicholson e Lysa Parker

*Infelizmente alguns ainda não têm tradução para o português.
Melhor buscar alternativas positivas! E muita paciência...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget