14 de dezembro de 2014

1 ano depois da "Pneumonia", do Vegetarianismo e a Saúde da criança amamentada.

Que o leite materno é o melhor alimento para qualquer criança, a gente já sabe.
Já contei aqui sobre as vantagens de amamentar, tanto para o bebê quanto para as mães. Na internet há uma infinidade de comprovações científicas sobre o assunto. Mas talvez um relato seja a melhor das comprovações. 
Estava conversando com uma amiga ao telefone, outro dia, e contando que o Pietro estava com febre e que segundo o pediatra, ele tinha pêgo mais uma dessas viroses da creche.
Ela me disse: "Ah Carol, mas eles são fortes, logo já estão bem." E daí me lembrei que tanto ela quanto eu, amamentamos nossos filhos prolongadamente, até depois dos 2 anos.
A filhota dessa minha amiga é uma menina super saudável, esperta, e vegetariana desde a gravidez.
Ambos (tanto o Pietro quanto a Marina) ficam doentes muito raramente, e isso me fez lembrar que eles têm várias coisas em comum, inclusive a amamentação.
O Pietro nunca teve nenhuma infecção enquanto era bebê. 
Teve a reação da vacina de Rotavírus, quando completou 1 ano, mas só começou a ter viroses (febre, diarreia, vômito) depois dos 2 anos, quando começou a frequentar a creche - o que é completamente normal já que as crianças passam a conviver com outras e a fortalecerem o quadro imunológico.
Como ele apresentou um quadro de febre alta nesses últimos dias, e eu estou preferindo fugir de prontos-socorros, consegui um encaixe com o pediatra dele e o levamos para ser examinado. 
Coincidentemente, há um ano atrás tivemos aquele episódio do início de Pneumonia, que até hoje não conseguimos comprovar se foi mesmo uma Pneumonia ou se o pediatra de plantão no PS receitou o antibiótico porque não tinha certeza se o veria depois.
Foi a primeira vez (e única até hoje) em que ele precisou tomar antibióticos, com 4 anos.
Pois bem, o fato é que de 1 ano pra cá [post Depois da Pneumonia] o Pietro cresceu 8cm (está com 1m13cm)e engordou 3,5kg (19kg)!
Sinal de que o leite materno e a alimentação Vegetariana não foram empecílios pra que ele crescesse forte e saudável. Muito pelo contrário.
Daí vejo às vezes algumas pessoas dizendo que conhecem crianças que não foram amamentadas no peito e que mesmo assim nunca ficam doentes. Acho isso ótimo, e fico feliz pela criança, pois nenhuma merece ficar doente.
Eu, particularmente, sou um exemplo de criança que foi amamentada por pouco tempo e teve vários problemas, então acho que a principal dificuldade que as pessoas têm, é de entender que muitos problemas de saúde aparecem a longo prazo. É por isso que devemos apoiar e incentivar o aleitamento materno.
É lógico que não se deve condenar uma mãe que não amamentou seu filho, pois ninguém merece ser julgada por isso. Mas é muito importante que se divulgue os benefícios do aleitamento materno, e esse é um relato para encorajar quem pretende ainda um dia amamentar ;)

Se você não amamentou por n motivos, mas tentou, e tem consciência da importância do aleitamento, procure auxiliar outras mulheres para que elas não passem pelas mesmas dificuldades.
Informe-se, ajude, compartilhe informações.
Às vezes só o fato de você ouvir um desabafo já é o suficiente para ajudar e transformar uma situação. Faça a diferença!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget