13 de abril de 2012

Por que tirei o Pietro da creche

Já faz quase dois meses que cancelei a matrícula do Pietro na creche municipal.
Não me arrependo, porque ver meu filho entrar em desespero não estava me fazendo bem. Muito menos à ele.
Meu filho mudou de comportamento bruscamente, passou a ficar carente de mim e do meu marido, assustado, desconfiado.
Passou quase um mês inteiro doente, com febre alta.
Não é fácil pedir pra minha mãe ficar com ele, mas ela mesma viu como meu filho mudou.
Ela foi na creche, um dia, espiar o comportamento do Pietro e o que viu foi um menino triste, de cabecinha baixa, que não largava a mão dda monitora pra nada, nem pra brincar.
Agora eu pergunto: isso é normal? É normal ver seu filho sofrendo e mesmo assim insistir?
Infelizmente muitas mães não têm com quem deixar os filhos, então as crianças são obrigadas a se acostumarem com a creche de qualquer jeito. Eu entendo, pois não há o que fazer.
Mas no meu caso, apesar de ter que ouvir algumas reclamações, preferi fazer o que achei ser certo.
Se estou certa ou errada, não sei. Só fiz o que meu coração mandou.
Pretendo tentar de novo no ano que vem, vamos ver...

2 comentários:

  1. Carol, vc fez muito bem! Não há nada nem ninguém que substitua nosso sexte sentido! Se o Pietro sofre, você vai sofrer também! E se vc tem opção, fez muito bem! Fico muito feliz em ver a super mãe que você é! Super beijo pra vc e seu gatinho lindo!

    ResponderExcluir
  2. Carol, nem sabia que você tinha o tirado da creche!
    Sabe que, a Bia também ficava assim ficava chorando e quando eu ia busca-la eu a encontrava sentada com a monitora, cabisbaixa e com cara de choro. De partir o coração, já estava crente de tira-la de lá, até que consegui um emprego que no momento parecia uma grande oportunidade. Foi realmente do dia para a noite. Minha tia ficou com ela e começou a leva-la na creche, TUDO mudou. Hoje (depois de 1 mês) eu fui levar aBia para a creche e nem chorar ela chorou, nem ligou para mim, e eu fiquei que nem boba.
    Mas se você acha que não é a hora certa do seu filho, siga em paz, somente a gente sente, cada criança tem uma maturidade diferente!

    Beijos
    www.parabeatriz.com

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget